Três agências do Banco Itaú, localizadas no Centro de Manaus, foram autuadas pela falta de portas giratórias de segurança, uma exigência da Lei Municipal nº 2006/2015, que torna obrigatória a instalação da porta giratória com detector de metais nas agências bancárias da cidade. A blitz de fiscalização ocorreu na manhã desta quinta-feira (9), coordenada pelo presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara Municipal de Manaus (Comdec/CMM), vereador Álvaro Campelo (PP), com apoio dos Procons Amazonas e Municipal, e acompanhada por representantes do Sindicato dos Bancários e Sindicato dos Vigilantes do Amazonas.

A irregularidade resultou em multas de R$ 10 mil a cada agência e notificação para que as providências sejam tomadas imediatamente para solucionar o problema, sob pena de novas sanções.

Álvaro Campelo destacou que a fiscalização teve o objetivo de apurar denúncias de consumidores, com maior preocupação em relação à segurança dos funcionários e agentes de segurança que nela atuam, assim como dos clientes das agências bancárias.

“Como sabemos, Manaus vive uma crise no ponto de vista de segurança pública. Esta situação que afeta nossa cidade é extremamente preocupante, e a partir do momento do que constatamos nas agências, elas foram multadas e terão de corrigir o problema no mais curto espaço de tempo”, disse também o parlamentar.

 

 

 

Texto: Assessoria do Vereador Álvaro Campelo

Foto: Assessoria do vereador


Não serão postados comentários com ofensas a pessoas ou instituições, sejam elas de natureza pública ou privada. Também não serão aceitos textos ofensivos, de caráter comercial, com palavrões e termos chulos ou que façam propaganda de candidatos. Os comentários postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores.

Comentários

Deixe uma resposta

  • (não será publicado)