Para fortalecer ainda mais a prática e a teoria da Brigada de Pronto Atendimento da Câmara Municipal de Manaus (CMM), os 17 servidores que compõe o grupo de brigadistas realizou prova teórica, nesta sexta-feira (14). A avaliação com duas horas de duração ocorreu na sala de reunião dos vereadores, no segundo andar da Casa Legislativa.

De acordo com o coordenador do Departamento de Gestão e Tecnologia da Informação (DGTI), Leôncio Oliveira, a importância da avaliação é criar uma equipe competente de pronto atendimento prático, assim como, um grupo exemplar com conhecimento teórico elevado. “A cada ano que passa a Casa terá um grupo maduro e experiente em relação à prevenção”, ressaltou o coordenador.

Elaborada pelo DGTI, a prova objetiva e parcial é realizada duas vezes ao ano. Nesta primeira, realizada nesta sexta, os participantes terão de responder dez questões objetivas, baseadas no conteúdo do ‘manual do brigadista’, material distribuído aos componentes, podendo ser de consulta. “Não precisa decorar nada, basta o brigadista saber o que está fazendo. A intenção é amadurecer cada vez mais o sistema de prevenção da Casa Legislativa”, disse Leôncio Oliveira.

Outra avaliação será realizada no final do segundo semestre. Ambas têm conhecimento teórico sobre a Brigada de Incêndio, prevenção de sinistros, primeiros socorros e conhecimento dos equipamentos de emergência da CMM. “As notas das duas provas serão somadas à nota de avaliação comportamental, dada pelo próprio responsável da Brigada”, completou.

A prova será aplicada pelo analista de Gestão Maurício Malheiros.  

Referência

A Câmara Municipal, hoje, é uma referencia a outros órgãos quando se trata de prevenção de acidentes. A ManausPrev foi um dos órgãos que já esteve consultando a CMM para obter informações de formação de brigada de incêndio. “A ManausPrev também quer formar, a exemplo da Casa Legislativa, um grupo de prevenção”, observou Leôncio Oliveira.

Criação

Criada no ano passado, por meio do Ato da Presidência nº 182/2016, a brigada de emergência do Poder Legislativo, tem a necessidade de prevenção de episódios reais e a vulnerabilidade do prédio frente à ocorrência de sinistros e a importância de contar com pessoal especializado no quadro de servidores para enfrentar tais ocorrências.

Compete à Brigada de Pronto Atendimento prestar assessoria a direção da CMM na elaboração das ações de prevenção e combate a sinistros, inspecionar de forma geral e periódica todos os equipamentos, inspecionar as rotas de fuga gerais, promover exercícios de evacuação e combate a incêndio, elaborar material informativo sobre prevenção e risco de sinistros, avaliar a gravidade da ocorrência de princípios de incêndio, atuar na evacuação do prédio em caso de sinistro, identificar os aspectos e impactos ambientais durante ocorrência ou simulação de sinistros, além desses itens, os brigadistas devem conhecer todas as instalações da edificação e agir de maneira rápida, enérgica e consciente em situações de emergência.

 

Texto: Valdete Araújo - Dircom/CMM

Foto: Robervaldo Rocha - Dircom/CMM


Não serão postados comentários com ofensas a pessoas ou instituições, sejam elas de natureza pública ou privada. Também não serão aceitos textos ofensivos, de caráter comercial, com palavrões e termos chulos ou que façam propaganda de candidatos. Os comentários postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores.

Comentários

Deixe uma resposta

  • (não será publicado)