skip to Main Content
Criador Do Projeto ‘Giulia – Mãos Que Falam’ Foi O Convidado Da Tribuna Da Câmara

Criador do projeto ‘Giulia – Mãos que falam’ foi o convidado da tribuna da Câmara

Nesta quarta (12), a Câmara Municipal de Manaus (CMM) recebeu, em Tribuna Popular, o professor Manuel Cardoso, doutor em Ciências e idealizador do Software do Projeto ‘Giulia: Mãos que falam’, aplicativo que possibilita a comunicação entre surdos e pessoas que não sabem a Làngua Brasileira de Sinais (Libras).

A tribuna, uma iniciativa do vereador Missionório André (PTC), foi para proporcionar a disseminação do trabalho desenvolvido por este amazonense, diretor presidente da MAP Technology, que recebeu o prêmio de informótica na Categoria Hardware e da Fundação Roberto Marinho em 97, é membro titular da Academia Nacional de Engenharia, vice-presidente do Instituto de Tecnologia José Rocha Sergio Cardoso e idealizador do aparelho eletrônico denominado ‘Mouse Ocular’, iniciando no campo de tecnologia assistiva, onde atualmente se encontra o Giulia.

A principal missão desse último é eliminar as limitações de interação dos surdos, oferecendo acessibilidade por meio dos smartphones que possuem sensores que possibilitam identificar os movimentos equivalentes aos sinais de libras.

No Plenário, autoridades e convidados como o Engenheiro de Software Marcel Luis Cunha,  o designer Michel Paz Aragão, estagiórios da MAP Technology Patràcia Ennes do Valle e Vinicius Cerqueira Silva, subsecretário da ManausCult José Augusto Cardoso,  a irmã do professor Maria Giulieta Cardoso, a meretàssima juàza Maria da Graça Cardoso Carvalho, representante da Diretoria Comercial da Rede de Drogarias Santo Remédio; Emanuelle Rodrigues, Edivan Hilório e Cezar Augusto, representantes da ASMAN,  e a intérprete de Libras, Francikelly Santos, acompanharam a apresentação por meio de explanação e vàdeos explicativos .

Ao todo, são mais de 80 mil pessoas com deficiências auditivas em Manaus. Na sua maioria, encontram dificuldades de comunicação em órgãos, estabelecimentos, entre outros, o que os obrigam a andar sempre em grupos com um intérprete. Mas esse feito tem um custo e nem sempre podem pagar por um tempo hábil que atenda as suas necessidades.

Diante dessa situação, o parlamentar deu entrada na Indicação de nº 184 / 2017 , requerendo da Mesa Diretora que o aplicativo se torne acessàvel às pessoas surdas, serviços, informativos e comunicados dentro de hospitais, escolas, teatros, museus, e demais locais públicos do municàpio, por meio de um QrCode (programa), colocado no mesmo. O surdo iró ler, por meio do aplicativo Giulia, o tal código em sua função de localizador e isso permitiró que ele tenha informações totalmente sinalizadas sobre o item onde o QrCode está contido.

A implantação da acessibilidade poderó ser feita no momento da impressão do informativo ou adesivando os QrCodes no local desejado ou até mesmo sendo colocado no material de màdia digital. As informações contidas em cada item que se deseja traduzir serão armazenadas em um servidor Cloud, e partir do QrCode o aplicativo Giulia identifica o conteúdo a ser traduzido para a làngua brasileira de sinais.

O professor também firmou parceria no desenvolvimento do aplicativo “Sou + Consumidor”, projeto de lei de autoria do parlamentar. Este aplicativo tem como objetivo  registrar oficialmente reclamações em relação ao atendimento em estabelecimentos de fornecimento de bens ou prestações de serviços sujeito ao Código de Defesa do Consumidor em Manaus

“Gostei muito desse Projeto de Lei como um todo. Vamos desenvolver o aplicativo para atender os requisitos do projeto que visa o bem do consumidor. Parabenizo a iniciativa do vereador Missionório André pela preocupação em criar um aplicativo que vai ao encontro de uma necessidade diória da população e da forma como está se empenhando para implantar o Giulia na capital” afirmou.

O Dispositivo Eletrônico de Reclamações vai garantir o direito do consumidor Manauara, a fazer reclamações por meio do preenchimento dos dados do consumidor, do fornecedor, e para relatar os fatos ocorridos. Também teró localizador, espaço que permite o envio de fotos, ou anexos, que ajudem a demonstrar a reclamação pretendida e o sistema de retornar mensagem com o número do protocolo da relação registrada no PROCON Manaus, para o acompanhamento do processo.

“É um aplicativo disponàvel para denúncias do consumidor que passa a ser um fiscal em potencial. Me sinto muito honrado com a parceria do professor. Ele nos dó muito orgulho. Estudou incansavelmente para encontrar uma saàda para que estas pessoas que tem necessidades específicas possam sair do isolamento para ter a inclusão de direito na sociedade. E agora vai desenvolver o “Sou + consumidor. Estou muito feliz”, destacou o vereador.

 

 

 

 

 


Criador do projeto ‘Giulia – Mãos que falam’ foi o convidado da tribuna da Câmara

Nesta quarta (12), a Câmara Municipal de Manaus (CMM) recebeu, em Tribuna Popular, o professor Manuel Cardoso, doutor em Ciências e idealizador do Software do Projeto ‘Giulia: Mãos que falam’, aplicativo que possibilita a comunicação entre surdos e pessoas que não sabem a Làngua Brasileira de Sinais (Libras).

A tribuna, uma iniciativa do vereador Missionório André (PTC), foi para proporcionar a disseminação do trabalho desenvolvido por este amazonense, diretor presidente da MAP Technology, que recebeu o prêmio de informótica na Categoria Hardware e da Fundação Roberto Marinho em 97, é membro titular da Academia Nacional de Engenharia, vice-presidente do Instituto de Tecnologia José Rocha Sergio Cardoso e idealizador do aparelho eletrônico denominado ‘Mouse Ocular’, iniciando no campo de tecnologia assistiva, onde atualmente se encontra o Giulia.

A principal missão desse último é eliminar as limitações de interação dos surdos, oferecendo acessibilidade por meio dos smartphones que possuem sensores que possibilitam identificar os movimentos equivalentes aos sinais de libras.

No Plenário, autoridades e convidados como o Engenheiro de Software Marcel Luis Cunha,  o designer Michel Paz Aragão, estagiórios da MAP Technology Patràcia Ennes do Valle e Vinicius Cerqueira Silva, subsecretário da ManausCult José Augusto Cardoso,  a irmã do professor Maria Giulieta Cardoso, a meretàssima juàza Maria da Graça Cardoso Carvalho, representante da Diretoria Comercial da Rede de Drogarias Santo Remédio; Emanuelle Rodrigues, Edivan Hilório e Cezar Augusto, representantes da ASMAN,  e a intérprete de Libras, Francikelly Santos, acompanharam a apresentação por meio de explanação e vàdeos explicativos .

Ao todo, são mais de 80 mil pessoas com deficiências auditivas em Manaus. Na sua maioria, encontram dificuldades de comunicação em órgãos, estabelecimentos, entre outros, o que os obrigam a andar sempre em grupos com um intérprete. Mas esse feito tem um custo e nem sempre podem pagar por um tempo hábil que atenda as suas necessidades.

Diante dessa situação, o parlamentar deu entrada na Indicação de nº 184 / 2017 , requerendo da Mesa Diretora que o aplicativo se torne acessàvel às pessoas surdas, serviços, informativos e comunicados dentro de hospitais, escolas, teatros, museus, e demais locais públicos do municàpio, por meio de um QrCode (programa), colocado no mesmo. O surdo iró ler, por meio do aplicativo Giulia, o tal código em sua função de localizador e isso permitiró que ele tenha informações totalmente sinalizadas sobre o item onde o QrCode está contido.

A implantação da acessibilidade poderó ser feita no momento da impressão do informativo ou adesivando os QrCodes no local desejado ou até mesmo sendo colocado no material de màdia digital. As informações contidas em cada item que se deseja traduzir serão armazenadas em um servidor Cloud, e partir do QrCode o aplicativo Giulia identifica o conteúdo a ser traduzido para a làngua brasileira de sinais.

O professor também firmou parceria no desenvolvimento do aplicativo “Sou + Consumidor”, projeto de lei de autoria do parlamentar. Este aplicativo tem como objetivo  registrar oficialmente reclamações em relação ao atendimento em estabelecimentos de fornecimento de bens ou prestações de serviços sujeito ao Código de Defesa do Consumidor em Manaus

“Gostei muito desse Projeto de Lei como um todo. Vamos desenvolver o aplicativo para atender os requisitos do projeto que visa o bem do consumidor. Parabenizo a iniciativa do vereador Missionório André pela preocupação em criar um aplicativo que vai ao encontro de uma necessidade diória da população e da forma como está se empenhando para implantar o Giulia na capital” afirmou.

O Dispositivo Eletrônico de Reclamações vai garantir o direito do consumidor Manauara, a fazer reclamações por meio do preenchimento dos dados do consumidor, do fornecedor, e para relatar os fatos ocorridos. Também teró localizador, espaço que permite o envio de fotos, ou anexos, que ajudem a demonstrar a reclamação pretendida e o sistema de retornar mensagem com o número do protocolo da relação registrada no PROCON Manaus, para o acompanhamento do processo.

“É um aplicativo disponàvel para denúncias do consumidor que passa a ser um fiscal em potencial. Me sinto muito honrado com a parceria do professor. Ele nos dó muito orgulho. Estudou incansavelmente para encontrar uma saàda para que estas pessoas que tem necessidades específicas possam sair do isolamento para ter a inclusão de direito na sociedade. E agora vai desenvolver o “Sou + consumidor. Estou muito feliz”, destacou o vereador.

 

 

 

 

 


Back To Top