Na Audiência  Pública que tratou do uso do aplicativo Uber, na tarde de quarta-feira (19), o vereador Claudio Proença (PR), membro da comissão de Transporte da Câmara Municipal de Manaus (CMM), defendeu na tribuna da Casa Legislativa o cumprimento da Lei Orgânica no que diz respeito ao transporte do cidadão.

“Na página 171 da Lei Orgânica do nosso município, no seu artigo 251, é garantido o Direito Constitucional ao transporte do cidadão, em geral, do trabalhador, em particular, e do trânsito de veículos, pedestres e animais,  no âmbito do município, respeitadas as instâncias de competência da União”, destacou.

O parlamentar disse que, portanto, “não existe nenhuma ilegalidade quando SMTU vai à rua, faz blitz e apreende esses veículos que estão operando em forma irregular, a gestão do coronel Audo (Albuquerque), em menos de 3 meses, foram mais de 500 veículos clandestinos apreendidos, isso demonstra a eficácia do poder público na organização operacional do sistema de viagens dentro de Manaus”.

Na ocasião ainda, o parlamentar afirmou que o coronel Audo tem seu total apoio para legalização do sistema alternativo executivo, táxi mototáxi. “Nós precisamos dentro de Manaus não é criar um sistema de transporte individual, e sim organizar os transportes de massas existentes para dar legalidade condições ao povo para se deslocar e ter o direito de ir e vir assegurado”, concluiu o parlamentar.

 

 

 

 

 

 

Texto: Assessoria do vereador Claudio Proença

Foto: Robervaldo Rocha - DIRCOM/CMM


Não serão postados comentários com ofensas a pessoas ou instituições, sejam elas de natureza pública ou privada. Também não serão aceitos textos ofensivos, de caráter comercial, com palavrões e termos chulos ou que façam propaganda de candidatos. Os comentários postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores.

Comentários

Deixe uma resposta

  • (não será publicado)