Nesta terça-feira (14) o plenário da Câmara Municipal de Manaus deliberou o Projeto de Lei Nº. 316/217, de autoria do vereador Hiram Nicolau (PSD), que designa a  Avenida Professor Nilton Lins como Pólo Gastronômico de Manaus. O Projeto vai à 2ª Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR). 

“A avenida Professor Nilton Lins é um local de alto fluxo comercial, onde que a atividade gastronômica se desenvolveu ao ponto de se tornar um importante fator econômico, social e cultural. Gera emprego e renda na nossa cidade. Por esse motivo é necessário que se torne um Pólo gastronômico”, afirmou Hiram. 

De acordo com o projeto serão promovidas políticas públicas que visem estimular o desenvolvimento do local e o aumento do interesse da iniciativa privada, dentre elas:  o ordenamento do trânsito de veículos e transeuntes;  a segurança local;  desenvolvimento e melhoria da iluminação e das calçadas; parcerias com a iniciativa privada que visem desenvolver a identidade, unidade, melhoria e divulgação do pólo, e a realização de promoções e festivais gastronômicos e culturais.

O Projeto visa incentivar o comércio na Avenida Professor Nilton Lins, tendo em vista que o local se tornou um ponto de alto fluxo gastronômico consolidado e reconhecido pela população manauara. Segundo o texto do projeto, “diante de tais fatos a legislação visa estimular e auxiliar a iniciativa privada, bem como gerar mais empregos no setor terciário e aumentar a arrecadação, reconhecendo e dando publicidade a Avenida Professor Nilton Lins como um importante Pólo Gastronômico da cidade e promovendo políticas públicas e parcerias que visem o seu desenvolvimento”. 

Texto: Assessoria do vereador Hiram Nicolau

Foto: Robervaldo Rocha - Dircom/CMM


Não serão postados comentários com ofensas a pessoas ou instituições, sejam elas de natureza pública ou privada. Também não serão aceitos textos ofensivos, de caráter comercial, com palavrões e termos chulos ou que façam propaganda de candidatos. Os comentários postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores.

Comentários

Deixe uma resposta

  • (não será publicado)