O servidor efetivo da Câmara Municipal de Manaus (CMM), Antônio José da Silva é o primeiro servidor autorizado a se afastar de suas atividades funcionais para frequentar o curso de Doutorado em Língua Portuguesa, na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). O afastamento para realização de programas de Mestrado, Doutorado e Pós – Doutorado faz parte do incentivo à qualificação profissional dos servidores, garantido no Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS), aprovado em abril deste ano.

Com o benefício, o servidor poderá ficar afastado de suas atividades pelo prazo máximo de quatro anos, sem prejuízo de sua remuneração. “Fui autorizado a me afastar das minhas atividades para realizar este curso. Sempre quis cursar doutorado, porém em Manaus e nem na região Norte, ainda não há na minha área este curso”, disse Antônio.

Para Antônio Silva, o incentivo à qualificação é uma grande conquista para os servidores. “Esta gestão demonstrou a valorização do servidor. A possibilidade de você estudar com remuneração, é uma decisão que mostra uma administração moderna e preocupada com a qualificação do servidor. Abriu um precedente muito bom para todos nós servidores e para qualquer servidor efetivo que queira fazer um curso de Mestrado, Doutorado ou Pós- Doutorado”, frisou.

O servidor destacou, ainda, que a qualificação vai ampliar o seu nível de conhecimento e um grande reflexo na sua atuação profissional. “Através deste curso vou obter o nível de conhecimento que um doutorado em Letras traz. São inúmeras informações e muita leitura. Isso, sem dúvida, amplia meu modo de ver o mundo e a própria língua. É algo imensurável. Nesse sentido, vejo que também haverá reflexos na minha atuação profissional, não somente técnica, mas de orientação, elaboração de materiais que reflitam esse conhecimento”, observou.

Antonio reforçou que a gestão da Câmara Municipal foi feliz em garantir essa vantagem ao servidor, trazendo tranquilidade e motivação. “Sem dúvida será mais um incentivo para que outros possam buscar a qualificação, pois estarão amparados para isso. É um acerto, uma decisão de uma gestão moderna, comprometida com avanço de seu corpo funcional”, completou.

Antônio Silva, pertence ao quadro efetivo da Casa no cargo de Revisor  há dez anos. É graduado em Letras, pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e mestre e Comunicação.

Os afastamentos para a realização de programas de Mestrado, Doutorado e Pós-Doutorado somente serão concedidos aos servidores titulares de cargos efetivos há pelo menos três anos, para Mestrado, quatro anos para Doutorado e Pós-Doutorado, incluindo o período de estágio probatório.

Texto: Eriana Monteiro

Foto: Robervaldo Rocha - Dircom/CMM


Não serão postados comentários com ofensas a pessoas ou instituições, sejam elas de natureza pública ou privada. Também não serão aceitos textos ofensivos, de caráter comercial, com palavrões e termos chulos ou que façam propaganda de candidatos. Os comentários postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores.

Comentários

Deixe uma resposta

  • (não será publicado)