Servidores e a população em geral aptos à doação de sangue participam, nesta quinta-feira (18), da campanha ‘Câmara Municipal Ajudando Salvar Vidas’, uma parceria entre o Poder Legislativo e a Fundação de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam), que tem como meta coletar 150 bolsas de sangue. A ação teve início às 8h e termina às 16h.

O atendimento é realizado dentro de uma unidade móvel da Fundação Hemoam, o chamado “vampirão” e conta com uma equipe de três enfermeiras e duas biomédicas, além do apoio da equipe de Serviço Social, da Escola do Legislativo e do Cerimonial da Câmara Municipal de Manaus (CMM). 

A subgerente de Coleta Externa, Eleonora Araújo destacou a importância da campanha para suprir a necessidade e elevar o estoque de sangue na Fundação, que é responsável pelo abastecimento de toda a rede pública e particular de saúde, inclusive de alguns municípios do Estado. “No momento o nosso estoque é baixo e, infelizmente, não podemos realizar campanhas com um número maior de bolsas, por conta dos hemocomponentes que têm prazo de validade. Hoje a nossa meta será de 150 bolsas”, disse Eleonora.

Cada gabinete parlamentar está comprometido em disponibilizar cinco servidores para a doação de sangue. “É importante  o gesto desta Casa para ajudar a salvar vidas”, completou a subgerente.

Emerson Gonçalves, morador do bairro João Paulo, doador há mais de dez anos, que veio a convite de uma amiga da área da Saúde realizar a doação,  disse que ser doador significa uma gesto de carinho a pessoas que precisam ser salvas. “É importante que todos tenham consciência de ser um doador para poder salvar outras vidas, independentemente de quem seja”, observou Emerson.

José da Silva, do setor do Cerimonial da CMM, também já realiza o gesto de doação de sangue há três anos. Para ele, a doação é um gesto de amor ao próximo para uma chance de vida. “Faço questão de ser um doador, pois, existem milhares de pessoas que não conseguem realizar uma cirurgia por falta de sangue nos estoques do Hemoam, e acabam morrendo, por isso, precisamos ter consciência da valorização da vida. O importante é saber que posso estar salvando a vida de alguém”, destacou José.

Para doar sangue no Vampirão, bastar ter entre 18 e 65 anos, pesar 50 quilos ou mais, estar bem de saúde e bem alimentado. É necessário apresentar ainda documento oficial com foto. Recomenda-se apenas evitar alimentos gordurosos nas 4 horas que antecedem a doação, não fumar e não ingerir bebidas alcoólicas nas 12 horas que antecedem a doação.

Não podem doar aqueles que tiveram diagnóstico de hepatite após 11 anos de idade, mulheres grávidas e que estejam amamentando e pessoas que estão expostas a doenças transmissíveis pelo sangue com AIDS, sífilis e doença de chagas. E que tomaram vacinas recentemente.

As doações também podem ser efetuadas na sede do hemocentro, localizado na Avenida Constantino Nery, 4397, Chapada, de segunda a sábado, das 7h às 18h.

Texto: Valdete Araújo - Dircom/CMM

Foto: Robervaldo Rocha - Dircom/CMM


Não serão postados comentários com ofensas a pessoas ou instituições, sejam elas de natureza pública ou privada. Também não serão aceitos textos ofensivos, de caráter comercial, com palavrões e termos chulos ou que façam propaganda de candidatos. Os comentários postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores.

Comentários

Deixe uma resposta

  • (não será publicado)