Durante a Tribuna Popular que discutiu a prevenção do suicídio, na manhã desta quarta-feira (12), na Câmara Municipal de Manaus (CMM), o vereador Dr. Daniel Vasconcelos (PMN) considerou importante a implantação do Centro de Valorização da Vida (CVV) em Manaus para ampliar o atendimento às pessoas com depressão no apoio emocional e prevenção de suicídio.

Durante discurso, o parlamentar citou como exemplo os trabalhos realizados no CVV da cidade de Santarém-Pará, onde voluntários prestam serviços no apoio emocional e salvando vidas. 

“Em Santarém, os profissionais ficam 24h trabalhando na prevenção do suicídio. É lamentável que Manaus, uma cidade com mais de 2 milhões de habitantes, ainda não tenha um centro de atendimento estruturado a essas pessoas”, frisou.

Setembro Amarelo

O mês de setembro, também denominado ‘Setembro Amarelo’ é escolhido por algumas entidades como Centro de Valorização da Vida (CVV), Conselho Federal de Medicina (CFM) e Associação Brasileira de Psiquiatria para sensibilizar a população sobre a necessidade de reforçar que a depressão é um problema grave e que pode levar ao suicídio.

Participaram da Tribuna Popular a psicóloga Luziane Vitoriano, do Centro de Valorização da Vida, a representante da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Efthimia Haidos, entre outros representantes de órgãos ligados ao tema.

Conscientização

Na oportunidade, Dr. Daniel Vasconcelos lembrou que está em tramitação na Câmara Municipal de Manaus (CMM), o Projeto de Lei (PL) n° 272/2018 que institui a criação de campanha permanente de conscientização da depressão infantil e na adolescência em Manaus. A matéria seguiu para análise da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR)

“O objetivo é promover seminários e ações de conscientização e orientação à sociedade para reduzir os índices alarmantes de suicídios que atinge, principalmente, os adolescentes”, concluiu.

 

 

Texto: Assessoria do vereador Dr. Daniel

Foto: Robervaldo Rocha - Dircom/CMM


Não serão postados comentários com ofensas a pessoas ou instituições, sejam elas de natureza pública ou privada. Também não serão aceitos textos ofensivos, de caráter comercial, com palavrões e termos chulos ou que façam propaganda de candidatos. Os comentários postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores.

Comentários

Deixe uma resposta

  • (não será publicado)