O vereador Wallace Oliveira (Podemos) lamentou o pedido de exoneração do gerente do Serviço de Mastologia da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), o ginecologista, obstetra e mastologista, Gerson Mourão. Na justificativa do pedido de demissão, segundo o parlamentar, o médico não concorda com a falta de medicamentos e a demora na realização de exames médicos, fatos ocorridos no hospital.

“Venho a essa tribuna com muita tristeza para lamentar o pedido de exoneração que o médico Gerson Mourão fez do cargo de gerente do Serviço de Mastologia da FCecon. Muito preocupante o posicionamento do médico, porque nas argumentações que ele estabeleceu no pedido de exoneração, ele acusou uma série de deficiências ocorridas e que continuam acontecendo na Fundação”, observou.

Ainda na tribuna da sessão plenária desta terça-feira (9/10), o parlamentou comentou que durante este ano visitou várias vezes a Fundação para acompanhar familiares e amigos, que necessitavam de um atendimento mais humanizado, porém, o parlamentar disse que o local não oferece um serviço de qualidade. “E essa foi uma das maiores queixas do médico: ele afirmou que apesar da sua dedicação não suportou mais a insatisfação com os graves problemas que vem acontecendo na referida Fundação”, completou.

“Verdadeiramente, esperamos por dias melhores na Fundação Cecon, com o retorno do tratamento respeitoso e adequado às pessoas; e que não vivenciemos mais pedidos de exoneração de grandes profissionais de saúde atuantes naquele local devido à falta de materiais e condições adequadas para cumprir o atendimento humanizado que todo cidadão merece”, concluiu o vereador.

 

Texto: Assessoria do Vereador Wallace Oliveira

Foto: Robervaldo Rocha - Dircom/CMM


Não serão postados comentários com ofensas a pessoas ou instituições, sejam elas de natureza pública ou privada. Também não serão aceitos textos ofensivos, de caráter comercial, com palavrões e termos chulos ou que façam propaganda de candidatos. Os comentários postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores.

Comentários

Deixe uma resposta

  • (não será publicado)