Início / Notícias / Projeto que dá prioridade em realização de exames para diabéticos avança na Câmara de Manaus

Projeto que dá prioridade em realização de exames para diabéticos avança na Câmara de Manaus

O Projeto de Lei Nº 443/2021, de autoria do vereador Eduardo Alfaia (PMN), tem como objetivo conceder aos portadores de diabetes do tipo mellitus, a prioridade no atendimento em casos de exames que exijam abstenção total de alimentos. A justificativa da iniciativa se dá na necessidade de evitar a indisposição de quem possui tal condição, uma vez que se entende a dificuldade de se manter muitas horas em jejum.

“Quem possui diabetes tem dificuldades de produzir insulina suficiente para lidar com a glicose no sangue, e precisa realizar avaliações médicas periódicas para ter uma vida saudável, entretanto, ao fazer exame de sangue, por exemplo, muitas das vezes precisam esperar longas filas de espera, e o tempo de jejum se torna ainda mais estendido por esta razão”, defendeu Alfaia.

O PL se aplica a todos os hospitais públicos e particulares, clínicas, postos de saúde e de coleta credenciados a rede municipal de saúde e também impõe que estes mesmos estabelecimentos monitore, por meio de laudo médico, a existência desta condição patológica.

“Neste projeto, visamos praticar o princípio da equidade, que consiste em reconhecer as diferenças de cada pessoa, e lidar com suas necessidades de forma diferente, dessa forma, entendemos que portadores de diabetes, precisam de cuidados especiais, como afirma a Constituição, todos têm direito a saúde, mas uma saúde que reconheça a humanidade de cada um”, explicou Eduardo.

O texto foi discutido e recebeu parecer favorável em plenário nesta segunda-feira (27/9) e seguiu para a segunda discussão.

Sobre a diabetes

O diabetes mellitus é uma doença que possui duas variações (tipo 1 e 2), e causa elevação do nível  de glicemia (conhecida como açúcar) causada pela insuficiência na produção ou a falta de resposta a insulina no sangue. Normalmente, como decorrência do problema, são apresentados sintomas como idas constantes ao banheiro para urinar, aumento da sede e perda de peso.

A doença é diagnosticada por meio de dosagem da glicose no organismo e se não foi tratada com antecedência pode provocar problemas mais graves como danos nos nervos e consequente perda da sensibilidade, aumenta o risco de problemas cardiovasculares e cerebrais, doenças renais e perda da visão.

Já para o tratamento, é necessário seguir um estilo de vida saudável, com poucos carboidratos, gorduras saturadas e alimentos processados. Além disso, recomenda-se a realização de atividades físicas, em alguns casos pode ser indicado a utilização de medicamentos para normalizar o níveis de glicose.

 

Skip to content